HomeNotíciasPM entra em Igreja Assembleia de Deus para desligar o som!

PM entra em Igreja Assembleia de Deus para desligar o som!

pm-no-templo

PM entra em Igreja Assembleia de Deus para desligar o som!

Em Guarapuava, no Paraná, policiais levaram cabo de som da Assembleia de Deus após reclamação de vizinhos.

A Assembleia de Deus do bairro Boqueirão, em Guarapuava, Paraná, recebeu a visita inesperada de cerca de 10 policiais na manhã do domingo (5). Um vizinho havia ligado, reclamando do som alto durante os cultos.
Segundo ele, diversos pedidos foram feitos para que os evangélicos baixassem o volume da aparelhagem de som, mas sem sucesso. Quando acionou a polícia mais uma vez, perto do meio-dia, quatro viaturas foram deslocadas para o local. Os cerca de 10 policiais envolvidos na ação levaram os cabos de som da Igreja, embora no momento não houvesse barulho algum no local.
Um vídeo publicado nas redes sociais mostra o momento em que os policiais entraram no local.
Os responsáveis pela Assembleia de Deus relatam que esta não foi a primeira vez que a Polícia Militar vai até o templo. Dizem ainda que o casal de vizinhos que fez a denúncia persegue a igreja.
Como não houve acordo entre os envolvidos, todos foram parar no Fórum, onde foi elaborado um Termo Circunstanciado. Essa vizinha, que não teve o nome divulgado, trabalha no fórum da cidade e quando os envolvidos foram prestar depoimento, ela entrou na sala e auxiliou a policial que estava de serviço na redação. O fato chamou atenção dos líderes da igreja.

A Assembleia de Deus defende-se, lembrando que está no mesmo endereço há 60 anos e nunca teve problemas com os demais vizinhos e comunidade.

Além disso, afirma possuir um aparelho que mede os decibéis emitidos em suas reuniões.

Os membros reclamam que a polícia militar agiu de forma rude nas abordagens e deixou todos nervosos, especialmente as crianças presentes.
Fonte: CPAD News
Meu comentário:
Os PMs cometeram abuso de autoridade e perseguição religiosa. Só seria cabível tal ação por parte destes policiais se tivessem em mão um mandato.

Configurou-se abuso de autoridade e afronta a Constituição Federal que no seu Art 5º, inciso VI e VIII, garante aos cidadãos  a “liberdade de consciência e de crença religiosa”.

Lamentável este fato e espero que os lideres desta igreja saibam recorrer aos meios legais para que esta arbitrariedade não fique impune.

Compartilhar com:
Avalie este artigo

Pastor Dário Gomes é o pastor auxiliar da ADESAL – MARECHAL RONDON Setor 21 Salvador – Bahia. Com mais de 320 artigos publicados e milhares de acessos todos os dias, é autor de um dos blogs mais lidos da Bahia.

dariogomespr@hotmail.com

Sem comentários

Deixe um comentário